domingo, 29 de junho de 2014

Queques de chocolate com pepitas (receita Vaqueiro)

 

Há cerca de dois meses recebi  da Vaqueiro um kit para comemorar o Dia Mundial do Bolo. Com os produtos que me ofereceram, decidi experimentar uma das receitas que vinha num pequeno livrinho a acompanhar a encomenda. São muito saborosos e as pepitas dão-lhes um ar traquina Se não tiverem pepitas, podem sempre utilizar chocolate preto, partido em pequenos pedaços.

Miúdos e graúdos vão apreciar…

Mas DSCF2245

 

Ingredientes (12 unidades)

140g de Vaqueiro líquida

200g de farinha para bolos

50g de amido de milho

100g de chocolate em pó ou cacau em pó

150g de açúcar amarelo

2 ovos

100g de pepitas de chocolate

DSCF2252

Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro para queques com formas de papel. Depois, misturar todos os ingredientes secos numa tigela. Bater os ovos até estarem completamente desfeitos. Deitar sobre a mistura anterior, adicionar a Vaqueiro líquida e mexer com uma colher, até a massa estar homogénea. Por fim, envolver as pepitas na massa e distribuir a mesma pelas formas de papel. Levar ao forno durante cerca de 20 minutos.

 

DSCF2261

sábado, 5 de abril de 2014

Pataniscas de bacalhau

Diz-se que as pataniscas são originárias de  Lisboa, nascidas das aparas de bacalhau que os galegos guardavam nas suas tabernas no séc. XIX. Os galegos emigraram para Lisboa desde a época dos Descobrimentos para trabalharem na indústria naval, e mais tarde  no Aqueduto das Águas Livres. Pela capital foram  abrindo tabernas e carvoarias. Os lisboetas chegaram a pedir que fossem expulsos da cidade, porque, diziam que  os galegos roubavam empregos. Pina Manique recusou-se a expulsá-los. "E depois quem é que mete as mãos no carvão?", perguntou ao povo. Ninguém. Ficaram os galegos, as tabernas e as pataniscas.

As pataniscas hoje confeccionam-se um pouco por todo o Portugal e esta receita de pataniscas bem caseira é disso um exemplo porque é da Beira Litoral. É uma das que mais me agrada pela sua textura suave e fofa, daquelas que nos fazem comer uma e mais uma e outra e mais outra…

IMG_2744

Ingredientes:

500g de bacalhau
4 ovos
200ml de leite
salsa
1 cebola média picadinha
pimenta q.b.
300g de farinha branca de neve
Sal q.b.
Óleo q.b. para fritar

IMG_2740

Preparação:

Mistura-se a farinha o sal e a pimenta.
Juntam-se os  ovos e mexe-se tudo com a colher de pau. Junta-se o bacalhau, previamente limpo de peles e espinhas e desfiado, a cebola e a salsa. Depois é só fritar às colheradas, e pôr a escorrer sobre papel absorvente.

segunda-feira, 17 de março de 2014

Pudim de café

Os pudins caseiros sempre me fascinaram…

Ter pudim para a sobremesa era sempre sinónimo de qualquer coisa  especial: aniversário, almoço de domingo, época festiva. Este pudim é um desses pudins, que me foi servido carinhosamente e numa ocasião igualmente especial!

Saborosíssimo, de textura suave, perfumado, que só de olhar já apetece uma e outra fatia sem parar…

IMG_2716

Ingredientes:

1 lata de leite condensado

2 latas de leite

3 pacotes de 2 gramas de Nescafé ( ou caso não tenha nescafé, 6 gramas de outro café solúvel)

6 ovos

caramelo liquido q.b.

 

IMG_2727

Preparação:

Misture a Lata de leite condensado com o leite normal.
Junte o café, os ovos(mexa com um pouco de café os ovos para ficar bem mexidos e adicione).Bata muito bem este preparado.
Barre uma forma de buraco com o caramelo e coloque o preparado anterior.
Leve ao forno em banho-maria a 200º durante 50 min ou na panela de pressão em forma tapada, contando 15 minutos a partir do momento em que levanta pressão.
Levar ao frigorifico 2 horas antes de desenformar.

Depois é só deliciarem-se a cada colherada…

IMG_2719

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Bolo de laranja Ana Maria

Esta é uma daquelas receitas de família, guardadas há muitos anos numa gaveta  e na memória de quem docemente a confecciona. É a receita favorita da avó e de todos aqueles que com a simplicidade de uma fatia sentem  o aroma a laranja acabada de ralar por aquele ralador que há muito também  faz parte da casa… Uma combinação perfeita que torna este bolo de laranja da Ana Maria uma verdadeira delicia!

DSCF1381

Ingredientes:

Raspa e sumo de duas laranjas

2 chávenas de açúcar

2 chávenas de farinha com fermento

5 ovos

margarina para untar a forma

DSCF1385 

Preparação:

Numa tigela juntar as gemas  com o açúcar e bater até obter um creme esbranquiçado. Adicionar aos poucos a farinha, a raspa de laranja e por fim o sumo. Em seguida bater as claras em castelo. Envolver delicadamente na mistura anterior . Untar muito bem a forma com margarina e polvilhar com manteiga. levar ao forno a 180º  até se apresentar cozido. Desenformar e polvilhar com açúcar em pó

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

domingo, 29 de dezembro de 2013

Pudim de Abóbora

A Dona Rosa presenteou-me com uns belíssimos exemplares de “rabecos”, nome engraçadíssimo pelo qual apelida  as suas abóboras ou cabaças. Além disso facilita-nos as receitas porque se dá ao trabalho de  as pesar todas com inequívoca exactidão.

Tamanha dedicação à sua produção de rabecos natalícios só podia resultar num pudim com uma cor excepcional e um sabor igualmente divinal como aquele que hoje vos apresento…

IMG_2856

Ingredientes:

750 gr de abóbora limpa cortada em pedaços

1 pau de canela

250g de açúcar

5 ovos

1 colher de sopa de maizena

50gr de coco ralado

50 gr de margarina

raspa de uma laranja

caramelo liquido para barrar a forma

 

IMG_5900

Preparação:

Coza a abóbora em água juntamente com um pau de canela. Depois de cozida deixe escorrer bem e passe com a varinha mágica até obter um puré.
À parte junte a maizena com o açúcar e o coco ralado. Adicione estes ingredientes secos ao puré de abóbora, misture bem e adicione depois os ovos, a raspa de laranja e a margarina derretida. Mexa muito bem para incorporar tudo e coloque a mistura na forma caramelizada.

Leve ao forno em banho-maria  a 180º, cerca de 1 hora.

Deixe arrefecer e se possível mantenha algumas horas no frio antes de desenformar.

flan-de-queso-600x450

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Sonhos com calda de vinho tinto

Os sonhos  eram eximiamente confeccionados pela minha tia avó, outra das mulheres responsáveis pelo meu amor à cozinha, a par da minha mãe e da minha avó.  Mas eram sonhos que continham em si  a particularidade de levar uma calda diferente da calda habitual porque era uma calda de vinho tinto. Aliás ela dizia em tom de brincadeira que gostava de “embebedar os sonhos”…

Sonhos-de-Abóbora-em-Calda-de-Citrinos-e-Açúcar-Mascavado

Ingredientes para a massa dos sonhos:

2,5 dl de água

2,5 dl de leite

150 gr de margarina

350 gr de farinha

8 ovos grandes

Casca de limão

Sal q.b.

Óleo para fritar

 

Ingredientes para a calda:

½ chávena de chá de água

1 chávena de açúcar

1 chávena de vinho tinto de qualidade

1 pau de canela

1 casca de laranja

IMG_2696

Preparação dos sonhos:

Leve ao lume, num tacho, a água com o leite, a margarina, a casquinha de limão e uma pitada de sal. Deixe ferver e junte a farinha de uma só vez, mexendo logo e batendo muito bem com colher de pau, para não granular. Mexa bem sobre o lume fraco até que a massa se descole do fundo do tacho.
Despeje então numa tigela , retire a casca de limão e deixe arrefecer.
Junte depois os ovos um a um, amassando sempre e batendo bem a massa que deve ficar fofa.
Deite óleo numa frigideira com cerca de dois dedos de altura. Leve ao lume e deixe aquecer, mas não muito. Seguidamente com uma colher de sopa deite porções de massa no óleo, deixando fritar muito lentamente com o lume no mínimo. Não frite muitos de cada vez pois se crescem bastante não caberão na frigideira. Durante a fritura vá virando os sonhos para ficarem grandes, lourinhos e fofos. Retire, deixe escorrer sobre papel absorvente, disponha num prato e regue com a calda.

 

Preparação da calda:

Junte na panela a água, o vinho, a casca de laranja, o pau de canela o açúcar e leve a lume médio, mexendo bem devagar, até ferver cerca de 5 minutos. Deixe repousar um pouco fora do lume e regue os sonhos.