quinta-feira, 15 de julho de 2010

Macaron délice

Esta é uma receita tipicamente francesa pelo primor da apresentação, pelo sabor delicado e acima de tudo pela utilização de macarons na sua confecção.

Os macarons são pequenos bolos (+- de 5cm de diâmetro), com uma textura leve que nos faz lembrar um merengue fino. Dizem que a sua origem é italiana mas foi em França que atingiram o auge através da confeitaria Ladurée, devido a  Pierre Desfontaines, primo de Louis Ernest Ladurée  http://www.laduree.fr/ , que no inicio do século XX juntou dois biscoitos unindo-os com ganache . Actualmente  não podemos esquecer  Pierre Hermé,  www.pierreherme.com , que também contribuiu para a fama do doce com seus recheios bem distintos.

DSC00534

Os macarons exibem-se com várias cores e recheios o que lhes confere uma graça e delicadeza únicas.

Nesta receita confeccionada no curso já anteriormente referido, é utilizado um macaron maior do que o habitual, com corante roxo e doce de mirtilo. Também poderá ser utilizado outro tipo de corante e um doce condicente.

IMG_0203

Para fazer macarons teremos que ter em conta a qualidade do forno. Não pode ser um forno que queime  muito. Também teremos que aguardar que sequem cerca de meia hora antes de ir ao forno e as claras devem estar frescas podendo ser claras congeladas  e posteriormente descongeladas.

Ingredientes:

190g de farinha de amêndoas

310g de açúcar em pó

95g de açúcar refinado

150g de claras

Algumas gotas de corante roxo

IMG_0206

Preparação:

Pré-aqueça o forno em 130-150ºC, se tiver um termómetro que indique a temperatura irá facilitar esse processo. Colocar algo que não deixe  a porta do forno fechar totalmente ajuda a não deixar a temperatura aumentar demasiado.

Peneire a farinha de amêndoas e o açúcar em pó  para retirar os eventuais grumos. Reserve.

Numa  panela  em lume brando, quase no mínimo, aqueça as claras e  o açúcar refinado . Mexa sempre, até o açúcar se dissolver. Cuidado para não deixar as claras cozinharem, devem ficar levemente aquecidas. Bater em castelo a mistura de claras juntar as gotas de corante,  e continuar a bater até as claras se apresentarem bem duras (10 minutos, aproximadamente), ou seja, quando virar a tigela ao contrário o merengue não pode cair.  juntar entretanto o

Junte ao merengue a mistura de amêndoas e mexa vigorosamente para incorporar bem. 

Transfira a massa para um saco de pasteleiro  com um bico liso de tamanho médio.

Para cozer os macarons, utiliza-se de preferência um pequeno tapete de silicone próprio para os tabuleiros ou então papel vegetal. Com o saco de pasteleiro moldar discos de aproximadamente 8cm (diâmetro) deixando espaço de 1-1,5cm entre eles. Deixar descansar 30 minutos.

Cozer cerca de 10-15 minutos. Retire do forno, deixe arrefecer (5-10 minutos) para que endureça. Depois recheie. Nesta receita rechearam-se com chantilly e depois doce de mirtilo. Enfeitam-se com frutos variados.

IMG_0214

Atenção: consoante queremos a cor dos macarons devemos utilizar o respectivo corante e um doce que tenha sensivelmente o mesmo tom. Para fazer macarons de chocolate juntam-se às claras  25 gr de cacau em pó e depois recheia-se com ganache de chocolate.

8 comentários:

Ana Powell disse...

Uns autênticos tesouros e bem deliciosos.
Excelente trabalho.
Votos de feliz fim de semana ♥

Renata disse...

É meu sonho aprender a fazer macarrons de forma correta...quem sabe um dia, não é? Enquanto isso, vou juntando todas as dicas pra poder me arriscar um dia!

Lindíssimos, parabéns!

ameixa seca disse...

Um doce demasiado delicado para ser feito cá em casa porque o meu forno não permite. Provei macarons vindos de França e fiquei super fã, são fabulosos :)

Heloísa disse...

Amélia,
Vim agradecer sua visita ao meu blog, e conhecer o seu.
Que delícia de macarons!
Fiquei sabendo que você tem um blog de viagens e fui correndo até ele. Já deixei um comentário por lá.

conceicao disse...

São uma delícia, mas com o meu forno não deve dar para fazer.
Bjs

palco da poesia disse...

Amélia,
Descobri sem querer seu belo blog, e por coincidência, nesses dias em que você visita a escola Lenôtre.
A saudade bateu forte em mim. Hoje sou professor de Química, mas já fui confeiteiro. Aos 21 anos fui chefe de confeitaria do Recife Palace Hotel.Sempre fui apaixonado pela patisserie de Lenôtre. Visitar e fazer um curso nessa escola é um sonho. Parabéns!Aproveite o que puder. Mais importante que aprender as receitas,é captar a alma,a essência dessa patisserie.
Seu blog é lindo.
Felicidades!

Luciana disse...

Isso é uma obra de arte! Parabéns!

Anónimo disse...

UAU!!!!!! VOU QUERER FAZER!!!! que maravilhaaa